Já ouviu falar na chamada Desconsideração Expansiva da Personalidade Jurídica?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Imaginem o caso de uma ação de execução em que B, exequente, verifica que a sociedade A, realizou um dissolução irregular. B, descobre a sociedade C, e que esta fora constituída por alguns sócios da sociedade A (executada).

Também é descoberto que a sociedade C, exerce suas atividades no mesmo domicílio da sociedade A, ora executada.

A doutrina destaca a possibilidade da Desconsideração da Personalidade Juridica C, de forma expansiva, para atingir o patrimônio dos sócios ocultos, verdadeiros “testas de ferro” da sociedade executada, na busca de se coibir eventual fraude.

Gostou? Deixe o seu Comentário...