Direito e Advocacia como Business

Resumo: Um dos passos para começar a planejar a empreender na advocacia, é ver o Direito como um negócio.

A partir do momento em que almejamos empreender, concomitante a esta ideia tem de nascer a concepção de negócio, business. Então, se você deseja ser um advogado empreendedor, tem de enxergar o Direito e o exercício da Advocacia como uma empresa.

Quando se empreende na Advocacia, seja abrindo um escritório, seja home office, você estará oferecendo um produto ou um serviço mediante remuneração denominada juridicamente de honorários, e sua atividade gerará lucros.

Portanto, apesar de sua constituição se dar no formato de uma sociedade simples, em conformidade com a determinação do art. 15 do Estatuto da Advocacia e da OAB (“Os advogados podem reunir-se em sociedade simples de prestação de serviços de advocacia ou constituir sociedade unipessoal de advocacia, na forma disciplinada nesta Lei e no regulamento geral”), ainda assim será um negócio.

Como business que é o empreendimento na área jurídica, além de operacionalizar os seus conhecimentos técnicos, há de se ter uma perspectiva multidisciplinar que abrange as áreas de administração, com gestão de recursos e pessoas, finanças, marketing.

Só dessa forma, você conseguirá dar andamento à missão de empreender alcançando o sucesso no mercado.

Além disso, é necessário a todo tempo fazer planejamento estratégico do seu negócio, controlando o fluxo de caixa, prevendo despesas e ganhos, fazendo o seu balanço periodicamente, principalmente nestes tempos de crise, que apesar de seus efeitos negativos, pode representar uma brecha para repensar o seu empreendimento de forma ampla, inclusive fazendo as aparas necessárias para ser iniciado ou para salvaguardar o que já foi estabelecido, para num momento mais propício, avançar e isso inclui cortes nos orçamentos, nos gastos de coisas não essenciais e dar novos rumos à sua empresa diante de novas e extraordinárias demandas.

Para repaginar o seu empreendimento é fundamental que você cada vez mais o conheça profundamente, e talvez, – ou certamente – esse seja o momento para tanto. Isso fará a diferença entre se tornar um advogado empreendedor ou apenas um operador do Direito.

Aprofunde seu Conhecimento no Empreendimento Jurídico

 

CLIQUE PARA FAZER SUA MATRÍCULA

Gostou? Deixe o seu Comentário...

Tags: | |

BORA PARA O TOPO?

Junte-se a mais de 100.000 Alunos e Concurseiros. Insira o seu endereço de email abaixo para receber as últimas postagens do nosso blog!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Cristiano Sobral
Cristiano Sobral

Diretor da Imobiliária Locare Consultoria. Professor de Direito Civil e Consumidor do CERS, da FGV e da Pós da Cândido Mendes. Autor de Diversas Obras Jurídicas. Doutor em Direito.

× WhatsApp...