Estratégias para um Marketing Jurídico Eficaz

Tempo de leitura: 3 minutos

O Código de Ética e Disciplina e Estatuto da OAB vedam a publicidade do profissional da advocacia com o fim de captar clientes, mas nada impede que você realize o marketing jurídico, gerando conteúdo e fornecendo informações jurídicas relevantes que divulguem o seu trabalho e seja reconhecido pelo público.

Para tanto, é necessário que o marketing jurídico realizado seja eficaz e que alcance os fins almejados. Firmes nesse propósito, apresentamos 15 pontos estratégicos que facilitarão a sua caminhada:

  1. Faça um planejamento estratégico de marketing, estabelecendo e definindo metas e estipulando ações que deverão ser implementadas para a divulgação de seu trabalho.
  2. Ainda que você esteja começando o seu empreendimento, antes de falar de marketing é importante que você defina uma “imagem corporativa” a ser objeto de divulgação, como ter um logotipo, um site, folder impresso e digital, newsletter. São os pontos básicos de criação dessa imagem perante o mercado.
  3. Defina o seu público alvo, pesquise sobre ele, quem são, quais seus interesses, onde estão presentes, quais as mídias que estão inseridos, isso facilitará as suas escolhas para onde direcionar os conteúdos produzidos, quais os temas que devem ser publicados, otimizando sua produção.
  4. Estabelecer qual o objetivo da sua comunicação, o que você quer obter, qual a sua finalidade?
  5. Elabore mensagens e conteúdos relevantes e crie uma rotina para essas ações, um artigo ao mês, uma postagem diária, um vídeo semanal, tenha em mente que é importante manter a produtividade nas redes.
  6. Estabeleça qual o canal de comunicação mais apropriado para cada tipo de conteúdo a ser divulgado, sabemos que as redes sociais comportam uma infinidade de formas de postagens por diversos meios, entenda como cada uma funciona. E faça um mix de comunicação, não ficando preso apenas em uma ou outra mídia, a fim de atingir de forma mais ampla possível onde os possíveis clientes estão.
  7. Se faça presente, seja on-line ou off-line. Utilize folders ou crie canais próprios de comunicação, redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter, Linkedin. Fique atento ao crescimento dos Podcasts, podendo usar as plataformas SoundCloud e iTunes.
  8. Invista em uma comunicação humanizada, fundamentada em um tratamento mais afetivo e gentil com seus clientes e potenciais clientes.
  9. Sempre que possível, disponibilize ao seu público alvo produtos digitais, como e-books, vídeos de palestras e parcerias.
  10. Faça uso do Co-branding divulgando a sua marca com outra marca, firmando parcerias. Como fazer convites para lives e palestras. Esse tipo de divulgação gera valor para ambas as marcas envolvidas, já que há uma duplicidade de divulgação, nos canais de comunicação, aumento de número de seguidores e inscritos, fortalecendo a marca.
  11. Aumente a prospecção ética, vendendo mais para o cliente, retomando contato com os inativos e buscando no mercado novos contatos.
  12. Estipule um orçamento e verifique valores disponíveis que poderão ser destinados com o marketing do seu empreendimento. Isso é muito importante para o seu crescimento. Não olvide disso.
  13. Avalie os resultados obtidos e veja o seu retorno. Veja se está sendo eficaz, se está valendo o investimento, para que você possa redirecionar sua estratégia e os seus custos.
  14. Fique atento às experiências de outros empreendimentos que deram certo e àquelas ações que não foram bem-sucedidas, para evitar repetições.
  15.  Esteja atualizado com todos recursos tecnológicos e digitais disponíveis para a advocacia, marketing e gestão, como softwares, Inteligência artificial. Se possível faça cursos ou contrate um head de inovação ou um profissional de comunicação ou marketing para auxiliá-lo na implantação de novas práticas.

Para saber mais sobre os novos rumos na Advocacia, conheça nosso Curso para Advogados…

Gostou? Deixe o seu Comentário...